03 janeiro, 2007

“Certa vez, havia um baile num lugarejo da roça. Dançava-se e cantava-se, quando entra um moço muito bonito e pede licença para cantar. Toma a viola e canta. Encantou. Todas as moças ficaram pelo beicinho e ele continuou durante muito tempo triunfando. Eis senão quando uma criança se abaixa e diz: ‘Mamãe, esse moço tem pé de pato’. Houve um cheiro de enxofre e o moço desapareceu. Era o diabo.”

Lima Barreto