17 dezembro, 2013

por exemplo


lembro rapidamente como me falta tempo quando não posso contar quantos pontos do tricô a gotinha da minha menstruação atingiu no tapete do banheiro.

08 dezembro, 2013

canção noturna para melodia nenhuma

dois dos muitos pontos de brilho no asfalto
distorcem sutilmente o reflexo da lua
(que tudo o que tem de nua,
pede chuva)

as noites de súbito úmidas
são um balé com corpos tortos
e eu não sei em que ponto do tronco
foco o guarda-chuva para o que não me revela
o outro

tudo o que nunca revelará

- diz'que pra atrair mirada
fixa-se um ponto na nuca
e, com um tempo,
a pessoa olha.

(mas não há tempos)

fugisse das pessoas ligeiro
corria a noite, solta
e fixava era o mar